Segunda-feira, 14.04.14
“Estão a ver meninos, isto é o que acontece quando não estudamos. Ou pior, quando snifamos cola!” Foi com estas afirmações que a professora Blimunda Óscar, do Instituto Politécnico da Bemposta, se despediu dos seus alunos após o visionamento do filme “Sei lá!”, baseado na obra homónima de Margarida Rebelo Pinto. Há escolas da região que estão a mostrar esta longa-metragem aos seus alunos com o objetivo de os alertar para o lado mau da vida. “Há mais perigos na sociedade do que a droga, o álcool, a TVI ou o Magnum Amêndoas. E é isso que queremos que os alunos percebam. Podemos ter uma vida decente, em que trabalhamos das nove às cinco e vamos para casa comer atum em lata, ou podemos acabar nas ruelas obscuras da literatura ou, pior ainda, a escrever para o SOL.” Afirmou fonte do Ministério da Educação, que acrescentou: “Este filme é bom porque é a primeira vez na história da humanidade em que um filme é mesmo melhor do que o livro. E os miúdos percebem bem porque tem uma cadência narrativa ao nível de uma posologia do Brufen ou de uma receita de sopa de tomate! Há escolas em que a experiência tem corrido tão bem que os próprios alunos vão ao quadro voluntariamente escrever cem vezes a frase: os homens não são todos uns cabr***!”

Texto publicado na página Não confirmo, nem desminto do Diário do Alentejo

Também disponível no Facebook



Ricardo Cataluna às 21:50 | link do post | Não confirmo, nem desminto

Domingo, 13.04.14
Crean un preservativo que se pone con una sola mano


Ricardo Cataluna às 21:42 | link do post | Não confirmo, nem desminto

O pai do primeiro-ministro Pedro Passos Coelho tem dado uma série de entrevistas a queixar-se do estado da nação, afirmando que a culpa pela atual situação do país é dos governos anteriores, do rei D. Sebastião, do Pedro Granger, do ébola e da febre dos fenos. Todavia, consta que o pai do PM tem evitado aparecer na rua com medo de sofrer represálias pelas ações do filho no executivo, afirmando que não faz ideia de quem seja “esse tal de Passos Coelho”, mas tem muito orgulho nos outros filhos que são “umas joias de pessoas”, como é o caso de Vlad, o Empalador, Darth Vader, Ming o Impiedoso, e os Irmãos Dalton. O nosso correspondente em Vila Real de Trás-os-Montes apurou que o progenitor de Passos tem uma cave por baixo de sua casa para o caso estalar uma guerra civil apocalíptica em Portugal entre o exército de pensionistas e desempregados e uma legião de Migueis Relvas gigantes com duas cabeças!

 

 

Texto publicado na página Não confirmo, nem desminto do Diário do Alentejo

Também disponível no Facebook



Ricardo Cataluna às 21:36 | link do post | Não confirmo, nem desminto

Está em risco a libertação de 8 exemplares de lince-ibérico na natureza por haver falta de coelho-bravo, a sua principal presa. Ao que parece a introdução de coelhos do LIDL, coelhos da Páscoa e coelhinhas da Playboy não foi suficiente para manter a subsistência da espécie. A revolta destes animais, em especial dos espanhóis, não se fez esperar: “Não percebemos porque é que os nossos irmãos portugueses ficam passivos perante esta ameaça à nossa espécie. Nós não podemos sobreviver com pires de leite e whiskas saquetas!” – declarou um lince ibérico de Badajoz, que acrescentou: “Eu não saí da Universidade de Felinos, com uma licenciatura em Estudos do Rei Leão e uma pós-graduação em caça ao coelho-bravo para andar a ser alimentado como se fosse um gato siamês comprado na Feira de Castro!”. Os linces espanhóis já admitiram voltar aos tempos em que reproduziam às pazadas e dobravam filmes porno em castelhano para garantir a sua subsistência. Estes animais estão na calha para participar em filmes como o “Bacanal no Parque Nacional Doñana” e o “Delírios Anais do Parque Nacional da Peneda Gerês”.

 

Texto publicado na página Não confirmo, nem desminto do Diário do Alentejo

Também disponível no Facebook



Ricardo Cataluna às 14:42 | link do post | Não confirmo, nem desminto

Segunda-feira, 07.04.14

Lição de vida importante: quando comprarem carro certifiquem-se do estado dos judeus. Nunca se sabe por onde é que os judeus andaram.



Ricardo Cataluna às 15:57 | link do post | Não confirmo, nem desminto

Mais uma polémica a marcar o Jardim Zoológico de Copenhaga. Depois de ter matado uma girafa saudável, veio a público a notícia de que responsáveis do Zoo terão mandado abater quatro leões – aparentemente, o motivo desta última medida tem a ver com a chegada de um novo leão que não apreciava a decoração Feng Shui que os anteriores inquilinos tinham feito na jaula e muito menos o quadro de Bruno Carvalho (presidente do Sporting) por cima da velhinha televisão Telefunken. Os responsáveis pelo Zoo dinamarquês tinham receio que as coisas azedassem entre os animais: os antigos eram membros da Juve Leo desde a sua fundação, enquanto que o novo leão é sócio do FC Porto e tem um primo que é árbitro. Todavia, esta tensão entre animais e humanos é crescente e com repercussões a nível mundial! A tensão neste conflito é tão palpável que faz aquela coisa na Crimeia parecer o Bem-vindos a Beirais. Segundo apurámos, a FRLRA (Frente Revolucionária e de Libertação do Rafeiro Alentejano) procura responder na mesma moeda, raptando três tratadores e dois veterinários do Badoca Park. A Frente lançou um comunicado a reivindicar o rapto, afirmando tratar-se de “uma resposta aos acontecimentos na Dinamarca” e exigem o pagamento de 5 milhões de euros mais 2 toneladas de Pedigree Pal em troca da libertação dos reféns. “Chega de exploração e de maus tratos! Esta ação é também pelos nossos camaradas que têm de usar aqueles abajures ao pescoço para não coçarem feridas. Somos animais, não candeeiros do IKEA!” – lê-se no comunicado.

 

Texto publicado na página Não confirmo, nem desminto do Diário do Alentejo

Também disponível no Facebook



Ricardo Cataluna às 15:53 | link do post | Não confirmo, nem desminto

Quarta-feira, 02.04.14

Realizou-se no início do mês de março, na Cabeça Gorda, a 1ª Edição do Silarca - Festival do Cogumelo. O certame foi um êxito – os visitantes puderam provar as mais variadas iguarias, mas houve uma barraquinha muito discreta que vendia cogumelos… especiais. A empresa Alucinações Nucleares vendia cogumelos alucinogénios de todo o mundo e o elevado número de vendas surpreendeu toda a gente, como nos relatou a nossa correspondente na Salvada: «Estava tudo calmo na freguesia da Cabeça Gorda quando as pessoas começaram a ingerir aqueles cogumelos. Josélia, 65 anos, comeu um cogumelo com sabor a Miguel Relvas e afirmou ter visto parte da reforma que lhe tinham tirado em todo o lado e disse que nas próximas eleições ia votar Passos Coelho – tiveram de lhe enfiar um par de estalos nas ventas e mergulhá-la em água fria. Um casal de Albernoa ingeriu cogumelos com sabor a Pita Ameixa e só via aviões carregadinhos de turistas azuis a aterrar no Aeroporto de Beja e uma autoestrada entre Ficalho e Sines com 12 faixas para cada lado – foram resgatados por militares do Regimento de Infantaria 3 e encontram-se em parte incerta! Mas a história mais marcante foi a do senhor Elias que experimentou cogumelos com sabor a Rui Machete: o indivíduo só imaginava que havia um PSD em Beja e começou a pedir desculpa a todos os angolanos de duas cabeças que encontrava. Ao que apurámos, o senhor foi internado numa clínica em parte incerta e convidado para o Ministério dos Negócios Estrangeiros!»

 

Texto publicado na página Não confirmo, nem desminto do Diário do Alentejo

Também disponível no Facebook



Ricardo Cataluna às 22:03 | link do post | Não confirmo, nem desminto

Sexta-feira, 28.03.14

Mais uma vez, o Alentejo está na rota da sétima arte: uma investigação conjunta Não confirmo, nem desminto/Mário Augusto/Críticos-de-Cinema-do-Público-que-não-gostam-de-nenhum-filme-recente descobriu que está a ser preparada uma versão regional do filme norte-americano «Her» – a história de um homem que se apaixona pelo sistema operativo de um computador. O realizador Fausto Carrapiço, responsável por filmes alentejanos como «Meia Noite em Ferreira do Alentejo», «Paris»,«S. Brissos» e «Para a Póvoa de S. Miguel com Amor», já escreveu o guião da versão alentejana de «Her» e levantou-nos a ponta do véu: «Este filme vai dizer muito às pessoas pois é baseado em factos reais – os problemas informáticos que afetam os profissionais de saúde do Hospital de Beja. É a história de um médico alentejano que se casa com o sistema operativo do seu computador do trabalho, mas que no fundo continua apaixonado pelo sistema operativo antigo, aquele que o deixava passar receitas, exames à próstata e jogar Minesweeper, ao contrário do atual que não o deixa fazer nada e só lhe dá vontade de partir estetoscópios. Trata-se de uma história de amor e traição, que inclui suspense, cenas de perseguição com macas e lutas corpo a corpo com algálias!» – explicou. Segundo o IMDB, o papel de médico alentejano será interpretado por Nicolau Breyner, o papel de sistema operativo antigo estará a cargo de Eunice Muñoz, e o papel de sistema operativo atual recairá sobre Paulo Macedo.

 

Texto publicado na página Não confirmo, nem desminto do Diário do Alentejo

Também disponível no Facebook



Ricardo Cataluna às 21:55 | link do post | Não confirmo, nem desminto

Segunda-feira, 24.03.14

A oposição socialista à Câmara de Beja fez duras críticas à gestão de João Rocha. Foi um PS invulgarmente violento aquele que nos explicou o porquê de críticas tão duras. «Se isto continua assim, Beja vai regredir para níveis de vida equivalentes ao que existiam no século III a.C. Sabe o que é que isso implica? Significa viver numa cidade sem meia laranja nas Portas de Mértola e com um Luiz da Rocha que só serve empadas a partir das 15 horas! É isso que queremos? E digo-lhe mais! Este executivo é responsável pelo degelo dos glaciares, pelo desaparecimento de D. Sebastião e pela extinção dos dinossauros. Em relação a este último aspeto, é particularmente grave! Hoje podíamos ter um parque jurássico com todas as condições, com local para os dinossauros poderem dormir, reproduzir-se e ligar para os discos pedidos da Castrense, e em vez disso temos um parque da cidade com osgas no verão, ratos mortos no inverno e um bando de patos psicopatas o ano todo! Mas isto admite-se?» – explicou elemento ligado ao PS que ia começar a ver o espaço de comentário de Sócrates para se acalmar.

 

Texto publicado na página Não confirmo, nem desminto do Diário do Alentejo

Também disponível no Facebook



Ricardo Cataluna às 22:58 | link do post | Não confirmo, nem desminto

Quinta-feira, 20.03.14

O presidente do Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos, em entrevista ao Público, veio queixar-se do facto daquelas instituições estarem a sobreviver com uma «mesada do Governo» e que o dinheiro mal dava para as despesas. A nossa página, numa investigação conjunta com o politécnico de Vales Mortos e o politécnico de Viana do Alentejo, apurou que a situação nestas instituições é crítica, havendo dificuldade para abastecer as cantinas, comprar papel higiénico e pagar o fornecimento de oxigénio. «Neste momento nem sequer temos internet na escola. Se quisermos mandar um correio eletrónico para um colega, tem de ser através de pombo-correio com uma mensagem na patinha, o que é uma chatice porque depois também não há dinheiro para a comida dos animais» – declarou fonte do politécnico da Póvoa de S. Miguel. «Este Governo é como um pai arruaceiro que nos dá uma mesada e depois vem cravar dinheiro antes do final do mês para tabaco, quando esturrou tudo em bejecas, petiscos, telemóveis para o Relvas e CD’s do Quinzinho de Portugal!» – disse um professor do politécnico de Corte Vicentes Anes que se preparava dar uma aula com sombras chinesas porque o retroprojetor tinha sido vendido para pagar a luz.

 

Texto publicado na página Não confirmo, nem desminto do Diário do Alentejo

Também disponível no Facebook

 



Ricardo Cataluna às 16:35 | link do post | Não confirmo, nem desminto

Segunda-feira, 03.03.14

Pensava que era só com o circo que o elefante vinha ao Alentejo? Desengane-se, prezado leitor: descobertas recentes no território costeiro entre Porto Covo e Milfontes revelam pegadas fossilizadas de elefantes-de-presas-direitas, parentes do elefante asiático e afilhados do Elefante Branco. Através dessas pegadas, descobriram-se factos surpreendentes sobre estes animais, como nos explicou o especialista José Elefante Azul: “Através dos rastos deixados por esta espécie, é perfeitamente possível analisar alguns dos seus hábitos. Vê-se, claramente, que comiam croissants mistos ao pequeno-almoço numa pequena pastelaria em Porto Covo, enquanto que aos sábados almoçavam sardinha em Sines. Já para a prática do windsurf, preferiam a praia de Milfontes, como se pode ver pelas sandálias de enfiar no pé e nas pranchas encontradas junto aos fósseis. Eles evitavam a praia de Sines desde a construção da refinaria. Consta que ao mais novo do Babar lhe apareceu um segunda cauda e nunca mais tiveram confiança no local.” Para além disso, também é percetível o gosto cultural dos elefantes que iam ao cinema a Santiago do Cacém ver o Dumbo e o Homem Elefante, e no verão abalavam com a tenda às costas para ver o Festival do Sudoeste, desde que não tivesse o Lloyd Cole como cabeça de cartaz.

 

Texto publicado na página Não confirmo, nem desminto do Diário do Alentejo

Também disponível no Facebook



Ricardo Cataluna às 22:59 | link do post | Não confirmo, nem desminto

Domingo, 02.03.14

A presidente da Assembleia da República, Assunção Esteves, sugeriu que as cerimónias de comemoração do 25 de Abril fossem pagas recorrendo ao mecenato (patrocínio). A proposta gerou alguma controvérsia, mas os parlamentares apressaram-se a sugerir formas de financiamento como: vender deputados como alvo para sessões de paintball; a deputada Heloísa Apolónia (PEV) propôs usar a sua voz potente para testar os tímpanos dos doentes do SNS; e o deputado João Almeida (CDS) ofereceu-se para ser o modelo da coleção primavera/verão da Cenoura, sendo que seria pago em gomas. Para além disso, a própria presidente da AR decidiu meter as mãos na massa e começou a acumular com dois part times: um, durante o dia, a vender rifas que dão direito a um sorteio, cujo primeiro prémio é um cabaz que inclui o socialismo que Soares meteu na gaveta e uns óculos para assistir a mais uma comissão sobre Camarate em 3D; outro, à noite, em que lava as escadas da representação da Troika em Portugal. Em declarações à nossa página, Assunção Esteves afirmou sentir-se carregadinha de soft power para arranjar dinheiro e comemorar a revolução de Abril” e que só se sente com o “nível frustracional em alta por estar inconseguir na remoção de manchas do chão”, prometendo trazer o lava tudo com cheiro a aloé vera da sua casa.

 

Texto publicado na página Não confirmo, nem desminto do Diário do Alentejo

Também disponível no Facebook



Ricardo Cataluna às 23:05 | link do post | Não confirmo, nem desminto

Era só para avisar. Se me virem triste e cabisbaixo na rua, sou eu mascarado de contribuinte.



Ricardo Cataluna às 23:00 | link do post | Não confirmo, nem desminto

Domingo, 23.02.14

Jimmy Fallon susbstituiu Jay Leno nos destinos do Tonight Show. Que tenham melhor sorte do que o Conan. Por esta amostra, a coisa promete.

 



Ricardo Cataluna às 21:21 | link do post | Não confirmo, nem desminto

O Conselho Distrital da Ordem dos Médicos denunciou uma série de situações em que os profissionais têm sentido enormes dificuldades a trabalhar com o material informático disponível naquelas unidades de saúde, criando grandes constrangimentos no serviço e no atendimento aos pacientes. São, aliás, estes últimos que mais têm sentido na pele estes problemas, como nos relatou Julieta Su & Sida, reformada e antiga música dos GNR: «Já é a quinta vez que venho a uma consulta com a minha médica de família e é um desatino. O computador não lhe deixa fazer nada: nem passar receitas, nem pedir exames, nem jogar Angry Birds, zero! Ela coitada fica tão doente com aquilo que quase tem uma apoplexia. E eu também me enervo com facilidade, pois da última vez que saí daqui apanhei uma amigdalite e um trojan horse que me deixou à rasca da coluna e queimou-me a placa gráfica por baixo dos meus rins! Só eu sei o que sofri com estes problemas informáticos: tive de tomar um Aulin de oito em oito horas e um Kaspersky a seguir às refeições…” – declarou a única portuguesa que aparece no dicionário de termos médicos: na definição “hipocondríaca” diz “ver Julieta Su & Sida”.

 

Texto publicado na página Não confirmo, nem desminto do Diário do Alentejo

Também disponível no Facebook



Ricardo Cataluna às 21:18 | link do post | Não confirmo, nem desminto

Sexta-feira, 21.02.14

Foi notícia da última edição do Diário do Alentejo: a freguesia de Bicos foi a única que desapareceu do mapa. A Não confirmo, nem desminto, depois de uma apurada investigação, descobriu o paradeiro da freguesia e falámos com ela através do Skype: «Ainda estou muito magoada com aquilo tudo! Eu que tinha tão boas condições fui preterida em benefício daquelas maganas de Colos e Vale de Santiago que ainda gozaram comigo. Muito amigas pela frente e depois falaram mal de mim nas costas! Decidi sair do país, arranjar trabalho como freguesia em Espanha, província em Angola, mas agora só querem freguesias da China, que são mais baratas e não têm a mesma qualidade. Acabei em Inglaterra onde lavo pratos e vendo postais do Big Ben. É a vida que podemos ter…» – declarou uma chorosa freguesia de Bicos que divide um apartamento nos subúrbios de Londres com uma freguesia polaca.

 

 

Texto publicado na página Não confirmo, nem desminto do Diário do Alentejo

Também disponível no Facebook



Ricardo Cataluna às 21:38 | link do post | Não confirmo, nem desminto

Mais uma polémica alimentar que marca a atualidade: há restaurantes e supermercados em Portugal que estão a servir aos seus clientes carne falsa de porco preto alentejano. A ASAE desconfia que a carne é proveniente de outros países, nomeadamente de Espanha, como nos explicou o inspetor Hércules Colombo: «A nossa instituição já anda a seguir este caso há muito tempo. Enviámos um agente nosso disfarçado de bácoro para uma pocilga junto à fronteira com o país vizinho – esteve sob disfarce durante meses e conseguiu descobrir que é tudo obra da máfia de porcos brancos de Encinasola que quer introduzir bifanas low cost e coiratos com sabor a tremoços no nosso país!» – explicou. O SEF também tem estado a seguir a movimentação de porcos pretos que alugaram uma vivenda no Pedrogão e que se fazem passar por alentejanos, mas que dizem coisas em espanhol como: «¡Sí, oh sí, cariño!», «Quiero ser como tú» e «Voy a ver Verano Azul».

 

 

Texto publicado na página Não confirmo, nem desminto do Diário do Alentejo

Também disponível no Facebook



Ricardo Cataluna às 21:34 | link do post | Não confirmo, nem desminto

Segunda-feira, 17.02.14

Imagem gentilmente cedida pelo nosso seguidor no twitter @manuelparreira. Para ver mais quadros desta coleção vá aqui.

 

A leiloeira Christie’s decidiu cancelar o leilão dos quadros do pintor catalão Miró que pertenciam ao BPN. A indignação tomou conta das redes sociais e foram milhares os internautas que se insurgiram contra esta venda, apesar de muitos nunca terem ouvido falar do pintor e outros acharem que se tratava de uma personagem da Guerra dos Tronos. Cavaco Silva afirmou que “aprecia Miró enquanto pintor”, o que lhe fica bem, porque há aqueles que confundem com Miró, o canalizador ou Miró, o decorador de interiores. Por outro lado, o nosso correspondente em Vila de Frades, numa investigação conjunta com a Galeria dos Escudeiros, descobriu que os 85 quadros de Miró estariam na Herdade de Oliveira e Costa, na Vidigueira, onde serviam de bases para copos, para apontar números de contas em offshores e fazer listas das compras. 

 

Texto publicado na página Não confirmo, nem desminto do Diário do Alentejo

Também disponível no Facebook



Ricardo Cataluna às 21:17 | link do post | Não confirmo, nem desminto

Quarta-feira, 12.02.14

Depois da versão ópera do filme Brokeback Mountain, um grupo de teatro amador regional quer levar à cena uma versão alentejana desta ópera no Cine Teatro da Mina da Juliana. Falámos com o encenador Timóteo Enola Gay que nos contou um pouco do enredo: “É a história de amor proibido entre dois pastores que se apaixonam perdidamente nas planícies alentejanas e que lutam diariamente contra o preconceito, a homofobia e as pontas espigadas. Será uma ópera com toques alentejanos, em que poderemos ver o casal desde o momento em que os seus elementos se apercebem dos sentimentos que nutrem um pelo outro quando estão a apanhar hortelã da ribeira para um caldo de peixe, até ao ponto em que decidem sair da choupana e assumir a sua natureza humana sem serem perseguidos pelos outros pastores e os seus cães hetero! Posso adiantar que, ao contrário do original, a história acaba bem, com os nossos protagonistas a casar numa praia da costa alentejana, cada um com o seu bouquet cheio de espigas de trigo e papoilas e a menina das alianças será a ovelha Dolly.» - declarou. A música do espetáculo estará a cargo de artistas como Lara Li, Dina, Boy George, George Michael, Freddy Mercury, Elton John, Ricky Martin, Village People, Nuno da Câmara Pereira e o Grupo de Cantares Alentejanos do Chiado.

 

Texto publicado na página Não confirmo, nem desminto do Diário do Alentejo

Também disponível no Facebook



Ricardo Cataluna às 22:14 | link do post | Não confirmo, nem desminto

Quinta-feira, 06.02.14

A delegação da Não confirmo, nem desminto nos Estados Unidos, a CNN, escolheu a cidade de Lisboa como a mais «cool» da Europa. Mas as distinções da televisão americana incluíram outras localidades, como, por exemplo, a cidade de Beja, a qual foi considerada a mais «tótil fixe» a sul do paralelo de Portel. A repórter que esteve na capital do Baixo Alentejo enunciou alguns dos motivos que levaram aquela televisão a distinguir Beja com tão prestigiosa menção, num registo muito descontraído e próprio da juventude: «Beja tem, tipo, bué de cenas para, tipo, ver LOL, como, tipo, a Igreja dos Prazeres, o Arco dos Prazeres, o Restaurante Os Prazeres da Dobrada, o Castelo que é me ‘mo, me ‘mo, me ‘mo, me ‘mo, me ‘mo, me ‘mo, tipo bué grande e assim! Depois há um Aeroporto que é tipo, grande que até dá para estacionar aviões, autocarros, o Fernando Mendes e organizar festas assim bué grandes como raves, festas de aniversário ou colóquios com os milhares de assessores nomeados por este e pelos outros governos! Ya, tipo…». A CNN considerou, ainda, S. Manços (Distrito de Évora) como a localidade da Europa onde é mais provável haver um tsunami e Vila Nova de S. Bento como a localidade do hemisfério norte onde é mais provável um vulcão entrar em erupção!

 

Texto publicado na página Não confirmo, nem desminto do Diário do Alentejo

Também disponível no Facebook



Ricardo Cataluna às 11:23 | link do post | Não confirmo, nem desminto

A Entidade Regional de Turismo lançou uma aplicação para dispositivos móveis que ajuda a promover e a descobrir aquilo que estas duas regiões têm para oferecer. Ao que conseguimos apurar, a aplicação esteve para se chamar «É já ali!», expressão utilizada por muitos alentejanos para dar indicações a turistas. «Desistimos rapidamente da ideia!» – explicou fonte da instituição, que acrescentou. – «Achámos que era má publicidade. Chegam-nos milhares de queixas de turistas que pedem indicações a residentes e fazem o percurso a pé pensando que não levam muito tempo e acabam perdidos no meio de um descampado, despidos da cintura para baixo, dormindo ao lado de um animal de porte médio! Assim, sempre fica com um nome mais apelativo!» Recorde-se que a aplicação está disponível para Android, iPhone, telemóveis de cortiça, de cobre e fogueiras emissoras de sinais de fumo.

 

Texto publicado na página Não confirmo, nem desminto do Diário do Alentejo

Também disponível no Facebook



Ricardo Cataluna às 11:21 | link do post | Não confirmo, nem desminto

Domingo, 02.02.14

A situação na Ucrânia continua a gerar grande preocupação na comunidade internacional. No Vaticano foram lançadas pombas da Paz como forma de alertar para a situação naquele país. Todavia, os animais foram intercetados por um corvo e uma gaivota. Mas dois caçadores do Penedo Gordo têm uma versão diferente dos acontecimentos, como nos explicou um deles, o senhor Adelino Mentiroso: «As voltas que os Media dão para tirar o mérito aos caçadores! Não são capazes de admitir que eu e o meu mano é que abatemos as pombas e fizeram aquela montagem com a gaivota! Pois fiquem a saber que as pombas eram bem roliças e comemos um magnífico arroz de pomba da paz com um tinto de Albernoa que foi um espetáculo! Estava ali para os lados de Trigaches com o meu mano e começamos a andar muito à procura de javalis e quando demos por ela chegamos a uma tal de Praça de S. Pedro ou lá o que é! Vimos um pitéu daqueles a sair de uma janela de um pombal muito grande e nem hesitámos! Ainda disparei contra uns pinguins mas o meu mano é que me disse para me acalmar porque afinal eram freiras, e que podia ir parar ao inferno, ou pior, a Pinheiro da Cruz!» – confidenciou-nos o caçador enquanto exibia, na mala da sua 4L, Pombas do Intermarché, Rolas do Continente e Avestruzes da Feira de Castro.

 

Texto publicado na página Não confirmo, nem desminto do Diário do Alentejo

Também disponível no Facebook



Ricardo Cataluna às 21:14 | link do post | Não confirmo, nem desminto

Quarta-feira, 29.01.14

O início do ano ficou marcado pela chegada às farmácias portuguesas do genérico do Viagra. Na nossa região, o novo fármaco fez sensação, levando milhares de idosos a adquirir o comprimido azul a um preço mais em conta, como nos explica a Dona Veva Libido: «Foi a melhor coisa que aconteceu cá em casa! Antes, tinha uma vida sexual muito pobre... Era mais fácil o cometa Halley passar pela terra todas as semanas, do que eu ter alguma ação no campo amoroso. Agora, chegamos a fazer amor quase duas vezes por mês! Ando tão cansada que até fico com cãibras nos joanetes! O meu Arlindo anda possesso e, como já estava desabituado, deslocou a bacia seis vezes! Não sei se aguentamos muito mais tempo… Mas olhe, entre isto e andar a ver novelas da TVI, prefiro praticar a primeira página e meia do Kamasutra com o meu homem. E este genérico também ajudou muito cá em casa. O meu Arlindo consegue manter uma ereção durante tanto tempo que consigo secar fronhas das almofadas – é só tirar da máquina, prender com molas e já está. A minha vizinha Paulina consegue fazer o mesmo com edredons. Mas também temos de ver que o marido é moçambicano, não é verdade!?».

 

Texto publicado na página Não confirmo, nem desminto do Diário do Alentejo

Também disponível no Facebook



Ricardo Cataluna às 21:51 | link do post | Não confirmo, nem desminto

A partir deste ano, as Finanças irão sortear bens penhorados, como automóveis, a quem pedir fatura, com o propósito de incentivar as víti…, perdão, os contribuintes portugueses a ajudar a amealhar mais dinheiro e evitar a fuga aos impostos. Uma investigação conjunta Não confirmo, nem desminto/João César das Neves, apurou, todavia, que não serão apenas bens penhorados que terão este fim, uma vez que o Fisco também se prepara para incluir no sorteio as camas recentemente fechadas do Hospital de Beja, como nos confidenciou Abel Estrado, funcionário do Ministério das Finanças e bailarina exótica à noite: «Tínhamos de aproveitar! As camas iam ser jogadas para o lixo, ou pior, iam ser desmanteladas em peças para serem reutilizadas numa Ford Transit de 1982 ou no coração de Paulo Macedo. Assim, podem servir a alguém que precise! Repare, estamos a falar de uma senhoras camas, não aquelas coisas que vendem no IKEA ou na Moviflor. E, em faturas superiores a 5 euros, ainda oferecemos um suporte para o balão de soro! Acredite, quando tomar conhecimento da nova tabela de retenção na fonte do IRS, bem vai precisar…».

 

Texto publicado na página Não confirmo, nem desminto do Diário do Alentejo

Também disponível no Facebook



Ricardo Cataluna às 21:50 | link do post | Não confirmo, nem desminto

Quarta-feira, 01.01.14


Ricardo Cataluna às 21:35 | link do post | Não confirmo, nem desminto


Arquivado em:

Ricardo Cataluna às 21:29 | link do post | Não confirmo, nem desminto

Segunda-feira, 30.12.13

Mais uma vez o empreendedorismo da nossa região continua a dar cartas: em Aljustrel foi lançada uma empresa burra (a segunda em Portugal) que aposta na produção de leite da, muito apreciado como produto de beleza. O mercado asiático é um dos alvos, mas, segundo apurámos, a atividade da empresa não irá ficar por aqui, já que os animais terão sido modificados para produzirem vários tipos de leite, incluindo leite com vitamina B12, leite com café, leite com chocolate, leite de soja, leite em pó, leite do dia e leite com sabor a leite! Estes animais, todavia, terão sido vistos com grande desconfiança, nomeadamente por outros… animais! O Sindicato do Sul das Ovelhas Produtoras de Leite e Outras Cenas apresentou queixa contra a autoridade da concorrência por considerar que se «anda a vender gato por lebre» e que não se via esta «pouca vergonha no mundo dos lacticínios desde que lançaram aquele queijo de barrar no pão que sabe a betume para tapar juntas!». Também a Confraria das Cabras e Vacas de S. Miguel de Machede avançou com queixa no Tribunal Constitucional por defender que as burras de Aljustrel, a trabalhar no setor privado, estão a ser beneficiadas em relação às burras do setor público!

 

Texto publicado na página Não confirmo, nem desminto do Diário do Alentejo

Também disponível no Facebook



Ricardo Cataluna às 22:31 | link do post | Não confirmo, nem desminto

Domingo, 29.12.13

Apesar dos tempos de crise, o mercado dos robôs de cozinha não se pode queixar da falta de procura. No passado mês de novembro foi quando se venderam mais Bimby’s, pouco mais de cinco mil, e isto depois da chegada da Yamni, um robô de cozinha fabricado na China que custa metade do preço e que faz magníficos crepes, patos à Pequim e até constrói iPads. Agora, ao que apurámos, esta moda chegou também à nossa região – o empresário alentejano Nuno Papo Cheio, responsável pela cadeia de supermercados Ti’ Amélia, irá apostar num robô de cozinha que será um exclusivo mundial, como nos explicou o próprio: «Posso adiantar que se vai chamar “Mãe” e que será produzido numa fábrica em São Manços. Basicamente, vamos produzir daquelas mães à antiga que faziam as comidas da nossa infância e que lavavam a loiça com umas cuecas que ainda tinham o elástico e tudo! Vamos dar um bigode à concorrência! E atenção, que não escolho estas palavras em vão: vamos ter dois modelos à escolha – uma “Mãe” com e outra sem bigode... A que tem bigode será mais old school – vai fazer sopas de toucinho, manteiga de cor e ensopado de borrego mais depressa do que o tempo que você leva a abrir a tampa da Bimby; a versão sem bigode, é mais amiga da saúde, só cozinha pratos com azeite extra virgem e tempera a cachola com meio quilo de sal. Por mais cinco euros mensais, a nossa “Mãe” mete-lhe comida nos tupperwares para você levar à caça e/ou pesca e tira-lhe as marcas de travagem das cuecas brancas!» Poderá comprar a sua «Mãe» em qualquer supermercado Ti’Amélia da região – a versão mais barata custa 15000 euros, sendo possível pagá-la em 3600 suaves prestações mensais. Para comprar esta máquina bastará apresentar o seu cartão do cidadão, a declaração de IRS, um gato preto, um galo capão e um recibo do vencimento de Mário Beirão.

 

 

Texto publicado na página Não confirmo, nem desminto do Diário do Alentejo

Também disponível no Facebook



Ricardo Cataluna às 22:35 | link do post | Não confirmo, nem desminto

Quinta-feira, 26.12.13

Depois do Centro George Pompidou anunciar a abertura de um centro com o mesmo nome em Málaga, foi a vez de uma instituição ainda mais importante anunciar a abertura de uma delegação em S. Brissos: o Museu CR7. Segundo apurámos, o mesmo localizar-se-á nas imediações do Aeroporto de Beja: junto à entrada estarão duas rotundas, uma com uma estátua de Irina nua, e na outra estará uma estátua de Cristiano a dar um pontapé na cabeça de Messi. A delegação alentejana terá as mesmas regalias da sua sede: ao final de 12 visitas o visitante ganha um CD da irmã de CR7 e haverá uma sala especial só para o ego do jogador português. A cotação do craque do Real Madrid está de tal modo em alta que há quem acredite que o Museu CR7 vale mais do que o Museu Coleção Berardo. Cristiano declarou no seu Facebook estar muito contente com a abertura desta delegação no Alentejo pois era um sonho abrir um museu seu no estrangeiro.

 

Texto publicado na página Não confirmo, nem desminto do Diário do Alentejo

Também disponível no Facebook



Ricardo Cataluna às 18:01 | link do post | Não confirmo, nem desminto

Segunda-feira, 23.12.13

O funeral de Nelson Mandela ficou marcado por momentos polémicos, como a selfie de Obama com a primeira-ministra dinamarquesa, que deixou Michelle mais ciumenta do que Florbela Espanca quando o seu amado olhava para o tornozelo de outra mulher. Mas o momento mais caricato foi a aparição de um intérprete de linguagem gestual que, afinal, não teria qualificações para o cargo. «Parecia que estava a ver um bailarino com Parkinson a dançar o Gagnam Style… Não tinha ponta por onde se pegasse…» – explicou Teolinda Sinalética, do centro de Linguagem Gestual de Panóias. Já o falso intérprete declarou, em linguagem gestual, que se tratou tudo de um grande equívoco: «Peço-vos que me compreendam, estava muito nervoso. Esqueci-me de metade das coisas e aproveitei o resto do tempo para treinar para arrumador de aviões no Aeroporto de Beja… Tenho de procurar trabalho noutra área, que este mercado de trabalho de intérpretes-de-linguagem-gestual-para-funerais-de-grandes-estadistas-africanos-que-estiveram-presos-uma-porradaria-de-anos-injustamente já deu o que tinha a dar. Em Beja é que está o meu futuro! Metam-me umas raquetes de ping-pong nas unhas que eu arrumo boeings, cessnas, ou até bandos de patos selvagens como gente grande…» – afirmou.

 

Texto publicado na página Não confirmo, nem desminto do Diário do Alentejo

Também disponível no Facebook



Ricardo Cataluna às 22:32 | link do post | Não confirmo, nem desminto

Pessoas que escrevem "fizes-te" e "conheçes", qual é o vosso problema?



Ricardo Cataluna às 17:40 | link do post | Não confirmo, nem desminto

Adele recebe a mais alta honraria da família real britânica



Ricardo Cataluna às 17:39 | link do post | Não confirmo, nem desminto


Arquivado em:

Ricardo Cataluna às 17:35 | link do post | Não confirmo, nem desminto

Domingo, 22.12.13

A notícia foi apresentada como uma coisa muito fofinha, mas desengane-se, prezado leitor: não são apenas pessoas que se reúnem para fazer gorros e cachecóis. O Gang da Malha, que tem realizado reuniões na cidade branca, tem muito que se lhe diga. Uma investigação conjunta Não confirmo, nem desminto/Revista Ponto Cruz revela-lhe o mundo subterrâneo das malhas e do tricot. «Alguém tem de parar esta gente, isto está fora de controlo!» – afirmou a dona da retrosaria Lopes que preferiu manter o anonimato para que ninguém saiba que é a Dona Josefa. – «Ele é rixas com agulhas de tricot, ele é batalhas sangrentas com novelos de lã, ele é raptos com recursos a xailes, enfim, um suplício! A minha loja já foi assaltada 12 vezes, e só na semana passada… Elas apanham-me distraída e adormecem-me com um pano da loiça bordado com galos de Barcelos embebido em clorofórmio. Depois levam de tudo, desde malhas de Vales Mortos, até meias de rede de pesca. Só prejuízo!». Segundo apurámos, a GNR está a acompanhar o caso com preocupação, em especial pelo receio do aparecimento de outros gangs internacionais como a Quadrilha dos Naperons ou a Liga Terrorista dos Bordados em Macramé.

 

Texto publicado na página Não confirmo, nem desminto do Diário do Alentejo

Também disponível no Facebook



Ricardo Cataluna às 23:56 | link do post | Não confirmo, nem desminto


Arquivado em:

Ricardo Cataluna às 15:25 | link do post | Não confirmo, nem desminto

Quarta-feira, 18.12.13

É mais um contributo do Alentejo para a ciência, depois do astrofísico de Serpa ter ajudado na descoberta de um novo planeta, e de José Carlos Malato ter provado que é possível comer o seu próprio peso em azevias de grão, é uma instituição do Ensino Superior do Alentejo que revela mais um estudo surpreendente: a Universidade de São Pedro de Solis (cujo campus é um casarão com casa de banho e a tuna é composta por dois acordeonistas septuagenários) apresentou os resultados de uma investigação que dura há quase 15 dias e que prova que comer fatias douradas pode curar a depressão e até ajudar a emagrecer. Foi o Professor Doutor Arquiteto, Sua Alteza Real e Tartaruga Ninja, Rodolfo Einstein, quem nos explicou o estudo: «Há por aí muitos estudos que dizem que o iogurte cura a depressão, que fazer exercício físico é bom ou que o Nilton afinal tem piada, mas nenhum conseguiu provar aquilo que o nosso provou. Depois de termos passado 15 dias a fazer testes em ovelhas – alimentando-as com fatias douradas regadas com mel ou compota – concluímos que estes animais, que antes estavam deprimidos por causa da crise e das exibições do Benfica, estão muito mais alegres e enérgicas. Agora, exercitam-se com Pilates e P90X, dormem 2 horas por noite e fazem os 100 metros barreiras mais depressa do que o Obikwelu.» E ao que parece, o sucesso desta iniciativa entusiasmou de tal modo os cientistas envolvidos que já foram delineados novos estudos para a próxima quinzena, o primeiro dos quais pretende provar que é possível retirar o colesterol da corrente sanguínea com Sonasol Verde.  

 

Texto publicado na página Não confirmo, nem desminto do Diário do Alentejo

Também disponível no Facebook



Ricardo Cataluna às 22:21 | link do post | Não confirmo, nem desminto

Terça-feira, 17.12.13

É mais um exclusivo mundial Não confirmo, nem desminto/Talho Túbaros do Quim:a galinha contaminada com gripe das aves, e que acabou por ser morta pelas autoridades, estava em lista de espera para uma consulta de infeciologia no Hospital de Beja há mais de dois anos. O nosso repórter em Alcaria Ruiva chegou à conversa com o marido da galinha Arlete (era esse o seu nome), o bode Josefino: «É mais uma injustiça que fizeram neste país... O único crime da minha Arlete foi ter estado na loja dos chineses errada e comprar o verniz para as unhas errado. Foi na loja “Isto não é Mao” que a Arlete contraiu a gripe... E ela própria tinha consciência da doença, tanto que tentou marcar a consulta. Desde cedo começou a evidenciar sintomas: espirros, corpo dorido, comichão na próstata, hemorroidas no esófago, pesadelos com o Frango à Guia, febre canja e síndroma de asinhas picantes da Telepizza. Foi uma lutadora, a minha Arlete! Aguentou estoicamente até ao fim. Não é galinha do campo quem quer, só quem pode!» – declarou.

 

Texto publicado na página Não confirmo, nem desminto do Diário do Alentejo

Também disponível no Facebook



Ricardo Cataluna às 21:42 | link do post | Não confirmo, nem desminto

Domingo, 15.12.13

Os malacuecos do Diogo das Farturas deviam ser considerados património imaterial da humanidade. Quem achar o contrário é fascista. Ou é fã dos Silence 4. Ou pior ainda, é um fascista fã dos Silence 4.



Ricardo Cataluna às 23:00 | link do post | Não confirmo, nem desminto



Ricardo Cataluna às 22:57 | link do post | Não confirmo, nem desminto

Hoje, por acidente, comi um iogurte fora do prazo, mas estou bem. Acho eu. Ler a mente de piriquitos não é doença, pois não? 



Ricardo Cataluna às 22:48 | link do post | Não confirmo, nem desminto

 

Após o falecimento de Nelson Mandela, o Presidente da República e presidente da Confraria do Bolo-Rei de Boliqueime, Cavaco Silva, foi alvo de fortes acusações por, alegadamente, ter votado contra a libertação do líder sul-africano em 1987, ao lado de Thatcher e Reagan. Porém, descobrimos que esta não foi a única medida polémica que o antigo primeiro-ministro tomou: Cavaco terá ordenado o voto contra a libertação dos Távoras e, posteriormente, convidado o Marquês de Pombal para ministro, o qual, com a excitação, terá chegado a enviar um pombo-correio ao seu pai com a mensagem em português arcaico «Pay, já ssou menistro…». Além disso, terá votado contra a libertação de Mariana Alcoforado por considerar que o romance com o tenente francês poderia criar um conflito internacional, provocando a ira de François Mitterrand e de Asterix, e que esta estaria muito melhor no convento a fazer pão de rala e a jogar Candy Crush Saga no Facebook. É, aliás, nas redes sociais que se multiplicam as denúncias e até teorias da conspiração que envolvem o nosso Presidente da República. Segundo as mesmas, Cavaco terá estado envolvido no assassinato de Kennedy e terá sido na marquise da sua casa na Rua do Possolo em Lisboa que terá sido filmado o embuste da chegada do Homem à Lua.

 

Texto publicado na página Não confirmo, nem desminto do Diário do Alentejo

Também disponível no Facebook



Ricardo Cataluna às 21:39 | link do post | Não confirmo, nem desminto

Terça-feira, 10.12.13

O jornal Público publicou uma notícia que dava conta do facto de haver romenos, nepaleses e vietnamitas na apanha da azeitona, apesar da região contabilizar cerca de 17 mil desempregados. O Governo, em particular o primeiro-ministro, já vieram congratular estes emigrantes: «É de gente assim que o país precisa... Pessoas que ganhem pouco e que se não ganhassem nada também não seria um problema. O importante é que saíram do quentinho dos seus países de primeiro mundo e decidiram procurar desafios em países como o nosso, em que as pessoas vivem acima das suas possibilidades. Posso adiantar que o Governo está a fazer todos os esforços para que lhes seja concedida a cidadania alentejana, o que lhes dará direito a ter os mesmos benefícios que as pessoas que vivem naquela zona gozam: coisas como respirar, sair à rua, jogar dois euros no Euromilhões, enfim, aquela vida de luxo e ostentação habitual, mas que agora estará ao dispor de todos. Queremos que estes escr… trabalhadores se sintam integrados!» – declarou Passos Coelho.


Texto publicado na página Não confirmo, nem desminto do Diário do Alentejo

Também disponível no Facebook




Ricardo Cataluna às 14:59 | link do post | Não confirmo, nem desminto

Quarta-feira, 04.12.13

 

A National Geographic considera que o Alentejo é um dos 21 destinos turísticos de visita obrigatória para 2014. Entre os motivos apontados para esta escolha encontram-se a Rota Vicentina, a Rota do Mármore e o  Ecorkhotel (o hotel revestido a cortiça localizado em Évora). Para além destes atrativos, a National Geographic apresentou, ainda, outros motivos para visitar a nossa região: «Em 2014 é muito provável que se consigam ver os últimos exemplares vivos de uma espécie que está em vias de extinção: o Funcionário Público. Muito popular nas últimas duas décadas, o Funcionário Público Português (FPP) costumava estar disseminado por todo o território, mas o aumento dos impostos, aliado ao aquecimento global, fez com que este espécimen mudasse de vida, de país e mesmo de hábitos. Animal bípede, o FPP alimenta-se de carne, peixe, legumes e, de vez em quando, até vai a um chinês. Antes, muitos exemplares desta raça perdiam a cabeça e tomavam um segundo pequeno-almoço a meio de manhã; agora, andam a contar os cêntimos caídos entre as almofadas do sofá para pagar a viagem a Punta Cana de há dois anos.» A conceituada revista avança igualmente: «Ainda pode ver Funcionários Públicos no Alentejo em 2014, mas deverá tomar as algumas precauções: não lhes ofereça comida depois da meia-noite, tire fotos sem flash, e nada de lhes prometer lugares no quadro – eles ficam loucos!»

 

Texto publicado na página Não confirmo, nem desminto do Diário do Alentejo

Também disponível no Facebook



Ricardo Cataluna às 22:31 | link do post | Não confirmo, nem desminto

Terça-feira, 03.12.13

Foi notícia, na última edição do DA, o facto de os efetivos da GNR e PSP da região estarem envelhecidos. Nessa mesma semana, as forças de segurança do nosso país (PSP, GNR, SEF, PJ, GI Joes, Guarda Pretoriana, Exército de Terracota e muitos outros) mostraram o seu descontentamento em Lisboa, numa manifestação que ficou marcada pelo momento em que as mesmas subiram a escadaria da Assembleia da República. Os efetivos alentejanos também estiveram lá e partilharam connosco a sua experiência: «Foi uma jornada muito bonita, mas já não temos idade para isto… Quando fizemos a tropa com o Marechal Carmona não nos ensinaram nada disto! Fomos-nos fazendo polícias com o tempo… Veja lá, a primeira arma que aprendi a disparar em serviço foi uma fisga… E na escola de polícias treinávamos as perseguições em quadrigas… Aliás, as negociações de reféns eram feitas em aramaico… Isto, agora, é muita agitação! Ficámos tão cansados que só subimos os primeiros 10 degraus, e iiso é para o Governo ver que connosco não faz farinha. Não éramos tão desrespeitados nos nossos direitos desde a Implantação da República… Agora, se não se importa, tenho de ir tratar de uma emergência. Estão a chamar-me da central através de sinais de fumo.» – explicou-nos o seu porta-voz.


Texto publicado na página Não confirmo, nem desminto do Diário do Alentejo

Também disponível no Facebook



Ricardo Cataluna às 21:20 | link do post | Não confirmo, nem desminto

Segunda-feira, 02.12.13

 

Mais uma vez, a educação em Portugal está a ferro e fogo. A prova de acesso à carreira docente implementada pelo Ministério de Nuno Crato, prevista para o dia 18 de dezembro, pretende, entre outras coisas, que os professores escrevam um texto com o novo acordo ortográfico e com o próprio sangue! Pronto, talvez esta última parte não seja bem verdade, mas a nossa página apurou que para o Alentejo a prova terá um grau de exigência mais elevado e específico. Uma investigação conjunta Não confirmo, nem desminto/Ana Avoila/Prof. Neca apurou que os professores alentejanos terão de ultrapassar um conjunto de provas que incluem a composição de modas alentejanas utilizando o novo acordo ortográfico, ao mesmo tempo que preparam uma açorda e erigem uma estátua em bronze. O que irá ser avaliado nesta prova já foi revisto e representa um avanço em relação à prova anterior, que previa a composição de modas alentejanas em versos endecassilábicos, ao mesmo tempo que se faziam malabarismos com sericaias e se estancava a hemorragia do auxiliar de ação educativa resultante da explosão que teve origem no engenho fabricado por Tó Mané, aluno de 16 anos, da turma 5º G da EB 2/3 de Peroguarda.

 

Texto publicado na página Não confirmo, nem desminto do Diário do Alentejo

Também disponível no Facebook



Ricardo Cataluna às 22:51 | link do post | Não confirmo, nem desminto

Terça-feira, 26.11.13

 

Ainda são sequelas das eleições autárquicas: o conselho de jurisdição distrital do PSD recebeu seis propostas de expulsão relativas a militantes que terão concorrido em listas de outros partidos. Todavia, ao que apurámos, o PSD de Beja está ainda indeciso quanto ao destino a dar a estes militantes, uma vez que a vontade de vingança é muita. «O que fizeram foi inaceitável! De tal modo que ainda estamos a equacionar outros castigos mais duros… E o maior deles é mantê-los como militantes do PSD. Há lá maior castigo! Já viu o que custa defender o Governo, lidar com o Portas e aturar os briefings do Lomba tudo ao mesmo tempo? Eu ando aqui com um camadão de nervos que nem consigo dormir… Nem sequer quando oiço o Luís Filipe Menezes a discursar!» – explicou-nos fonte do partido, que nos revelou igualmente que o partido prevê outras sanções que incluem a audição ininterrupta, durante duas semanas, do Best Of de Mendes Bota, a oferta da autobiografia de Santana Lopes (Na incubadora não se ouvem os violinos de Chopin) ou a tradução da última edição do Povo Livre para latim.

 

Texto publicado na página Não confirmo, nem desminto do Diário do Alentejo

Também disponível no Facebook



Ricardo Cataluna às 14:26 | link do post | Não confirmo, nem desminto

Domingo, 24.11.13

É verdade, caro leitor, a Turismo do Alentejo está a preparar mais uma campanha e desta vez decidiu contratar uma estrela de filmes de ação, Jean-Claude Van Damme, para dar a cara pela mesma. De facto, segundo apurámos, depois das recusas de Steven Seagal (está gordo!), de Schwarzenegger (está velho!) e de Charles Bronson (está morto!), a aposta recaiu sobre o ator belga que protagonizou recentemente um anúncio em que fazia a espargata entre dois camiões em movimento. Fonte da produtora que está a idealizar o anúncio já nos revelou que o objetivo é dar a conhecer o melhor da nossa região, pelo que Van Damme irá ser convidado a fazer a sua famosa espargata em cima de duas cegonhas a sobrevoar o Alqueva, e também em cima do Tempo de Diana, no Castelo de Marvão, entre o Aeroporto e o Castelo de Beja, e entre dois pratos de gaspacho com carapaus fritos!

 

Texto publicado na página Não confirmo, nem desminto do Diário do Alentejo

Também disponível no Facebook



Ricardo Cataluna às 22:21 | link do post | Não confirmo, nem desminto

Quarta-feira, 20.11.13

 

O Birdwatching está a atrair cada vez mais turistas à nossa região, ajudando a fazer crescer o turismo. Mas, segundo consta, as autoridades locais desejam apostar noutras formas de atração turística, como nos confidenciou um responsável por cenas ligadas a essa área: «Isto do Birdwatching é muito giro até ao momento em que um melro de bico amarelo nos caga em cima. Nós queremos apostar em coisas mais exóticas, como o Empregowatching, uma raridade nos dias que correm… Ou então em algo ainda mais extraordinário, o Empregosemcunhawatching! Enfim, muitos acharão que se trata de algo do domínio do fantástico, que é mais provável encontrar o abominável homem das neves, um grifo ou o Trio Odemira, mas nós acreditamos que isto tem pernas para andar!». O Aeroporto de Beja também demonstrou interesse em apostar nesta área e já está a desenvolver novos tipos de turismo em atividades ainda mais raras, como o Aviõeswatching, o Clusteraeronáuticowatching ou o Hospedeirasboazonaswatching!

 

Texto publicado na página Não confirmo, nem desminto do Diário do Alentejo

Também disponível no Facebook



Ricardo Cataluna às 16:05 | link do post | Não confirmo, nem desminto

Terça-feira, 19.11.13

 

Trata-se da maior descoberta realizada por um alentejano desde que Vasco da Gama descobriu o caminho marítimo para a Índia e que o Tó Gula descobriu a Valentina Torres nas Festas de Quintos. Um astrofísico de Serpa, Pedro Figueira, integrou a equipa responsável pela descoberta do Kepler – 78b, um planeta muito parecido com a Terra, mas sem queijadas de requeijão. Aliás, o seu feito foi de tal modo grande que, segundo fontes próximas do projeto, o planeta corre o sério risco de vir a ser chamado de Lebrinha, estando ainda sujeito a aprovação o nome do futuro padroeiro: Nossa Senhora de Guadalupe ou Nosso Senhor Nicolau Breyner. O Governo português, já saudou o cientista alentejano, e exortou os portugueses a visitar o novo planeta, e quem sabe ficar por lá: «É um motivo de grande orgulho para Portugal! Este novo planeta representa um conjunto de novas oportunidades, com a vantagem de não se ter de aturar o Governo angolano. É altura de sairmos das nossas zonas de conforto e irmos a esse planeta ver se precisam de alguém para trabalhar com a enxada ou dar aulas de Zumba Fitness, ou mesmo se necessitam de um ministro dos negócios estrangeiros com óculos.» – declarou Pedro Passos Coelho.

 

Texto publicado na página Não confirmo, nem desminto do Diário do Alentejo

Também disponível no Facebook



Ricardo Cataluna às 15:19 | link do post | Não confirmo, nem desminto

Segunda-feira, 18.11.13

 

No passado fim de semana, uma conhecida superfície comercial da cidade de Beja (não podemos dizer o nome, apenas podemos indicar que começa com C, acaba em E, e no meio tem as letras ONTINENT) organizou uma promoção em que dava um desconto de 50% em todos os brinquedos. O Ministério da Defesa, tendo conhecimento dos acontecimentos que marcaram os anos anteriores, decidiu enviar um General com 40 anos de experiência no terreno para efetuar o processo de recrutamento para as Forças Armadas. Foi um General consternado que nos contou o que viu: «Já passei por muito, mas esse fim de semana em Beja foi demais… São assassinos natos! Máquinas de matar! Chegaram às 9 em ponto, com os cartões de desconto em riste, usando camuflagens tão ardilosas como camisolas da Hello Kitty, enfeites de carnaval ou blusas cor-de-rosa para passar desapercebidos no corredor dos peluches da Popota. Os brinquedos não duraram mais de meia hora! É como se tivesse visto toda a Segunda Guerra Mundial recriada em 30 minutos com Barriguitas e Tartarugas Ninja. Em tantos anos de serviço ainda não tinha descoberto que era possível matar com O Meu Pequeno Pónei. Vi pessoas capazes de meter os meus homens nos Comandos a chorar com mais intensidade do que uma criança que acabou de ver a mãe do Bambi a morrer! Nem sei o que vou dizer ao Ministro… Ao pé disto, o Afeganistão é mais tranquilo do que um passeio de idosos no Guadiana!». Também Gertrudes Gormiti, uma das sobreviventes a esta fatalidade, nos relatou alguns do acontecimentos mais marcantes: «Fiz o que tinha de ser feito. Comprei 12 caixas de Dinofroz, 4 pack’s de bonecos do Jake e os Piratas e tive de degolar os Power Rangers… Mãe que é mãe, é assim. Lá por uma pessoa violar a convenção de Genebra 149 vezes numa manhã só para comprar brinquedos para o meu Rafael, não quer dizer que seja uma criminosa. Agora se não se importa tenho de ir fritar sonhos de abóbora.»

 

Texto publicado na página Não confirmo, nem desminto do Diário do Alentejo

Também disponível no Facebook



Ricardo Cataluna às 14:31 | link do post | Não confirmo, nem desminto

Twitter
Abril 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


Artigos recentes

Filme baseado em livro de...

Boas notícias para o Capi...

Pai de Passos Coelho diz ...

Se libertação de linces-i...

Lição importante quando s...

Depois de girafa, Zoo da ...

Silarca: Pessoas que expe...

Na versão alentejana do f...

Oposição socialista criti...

Politécnicos queixam-se q...

Pegadas de elefantes na c...

Assunção Esteves vende ri...

Da série "gosto tanto do ...

Vídeo: The Tonight Show w...

Médicos denunciam problem...

Arquivo
Espere pela volta do correio e receba o "Eu é mais bolos" por mail

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Contacto
Mail
links
Rádio
subscrever feeds
blogs SAPO
Eu paguei-lhes para se linkarem para aqui
Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!
PNEThumor
Facebook