Segunda-feira, 22 de Março de 2010

O Eu é mais bolos… tem o prazer de apresentar a nova coqueluche da literatura portuguesa: Salomé Hortelã da Ribeira, também conhecida como a Danielle Steel de S. Brissos, conselheira sentimental e autora de contos erótico-rústicos. 

 

Num exclusivo mundial, apresentamo-vos o conto: Chavascal no Olival

 

            Verão de 1975, algures no Alentejo. Estava tanto calor que os leques da loja da Tininha tinham esgotado. Julieta Tomásia, uma ingénua e robusta moça, tinha ido para a apanha da azeitona. Levava uma frondosa saia e uma cesta com o almocinho. Quando vai começar a trabalhar, ouve passos: Adalberto Seiça, o garanhão do olival, andava de olho na Julieta (com o olho bom!). Adalberto tinha fama de namoradeiro: ombros largos, uma perna mais curta do que a outra e o cabelo ondulado e bem tratado com saliva e restaurador Olex. Julieta não ficava indiferente à sua presença e sempre que o via, as suas pernas estremeciam mais do que trinta chaimites entre Santarém e Lisboa. Mas naquele dia estavam os dois sozinhos no olival e a nossa menina meteu conversa:

- Tenh’ aqui um gaspachinho tã bom, tã bom, tã bom!! Queresiu?

Adalberto ainda estava a arrotar as duas cópias do Avante que comeu ao pequeno-almoço -  tinham sobrado dos tempos da outra senhora. Polvilhados com açucar mascavado são um mimo. Mas perante os olhos vesgos de Julieta lá disse as palavras mágicas:

- Tá bem!

O garanhão começou a mamar o gaspacho fazendo mais barulho do que um porco na matança... E Julieta, embevecida, não resistiu – perdeu a vergonha e começou a passar as  mãos pelas pernas do seu amado, subindo até às coxas robustas daquele homem de abril. Pregou-lhe um beijo naqueles lábios que sabiam a passarinhos fritos e a mini, sentindo algo estranho abaixo do embigo. Como se um prisioneiro irriquieto quisesse fugir do Tarrafal, Julieta desaperta-lhe as calças e Adalberto suspira gritando:

- Ai, magana d’um raio! Vira para cá essa reforma agrária!! – E, qual cão raivoso, pegou nas suas ancas, voltando-a para si, e empurrou o seu peito com a camisa cheia de nódoas de azeite e vinagre contra as suas romãs de Vale de Vargo.

- Ê sou só tua, não sou de nenhuma comprativa qualquer, óvistes? – dizia Julieta.

- Ouvi, nã sou surdo, só coxo, porra...

Os dois começam a esfregar-se um no outro, e no processo, geram mais calor do que os tractores da vila, que ainda eram para cima de dois. Nesse dia, descobriram o secso-concêntrico, ou lá o que é...Quando acabaram de... coiso... dormiram nos braços um do outros. A bem dizer, o Adalberto já só tinha um braço, o outro tinha ficado na debulhadora e ele nunca mais o vira, mas Julieta não se importava... Estava nas nuvens:

- Ai Adalberto, só tu para me meteres num chavascal destes...

- Como ê gosto de ti, posso levar-te para chavascais destes quando quiseres. Menos à quinta, que é dia de Bingo na Sociedade Filarmónica.

Julieta estava embevecida. Adalberto só tinha uma comichão danada no braço bom. Mas os dois estavam felizes um com o outro. Melhor do que aquilo só o fogo preso nas festas da vila!



publicado por Ricardo Cataluna às 00:04 | link do post | Não confirmo, nem desminto

3 comentários:
De Joshua a 25 de Março de 2010 às 12:07
Muito bom!
lolão


De Ricardo Cataluna a 28 de Março de 2010 às 22:06
Muito obrigado:)


De Jo a 11 de Outubro de 2010 às 23:41
De morrer a rir, muito bom!!!

"- Ouvi, nã sou surdo, só coxo, porra..."


Comentar post

Twitter
mais sobre mim
Novembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


posts recentes

Depois do lançamento dos ...

Na edição alentejana do M...

Ministério da Educação en...

Vendedor cigano comercial...

Câmara de Beja proíbe a c...

Salão do Cavalo em Beja c...

Internet no Alentejo

Crise: Jihadistas só admi...

51 suínos apreendidos na ...

População da Amareleja pr...

Meme #2 - O Adolfo gosta ...

A carta (the letter) de M...

Escândalo de fotos privad...

Meme #1 - Titanic

Investigação Não confirmo...

arquivos
Espere pela volta do correio e receba o "Eu é mais bolos" por mail

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Contacto
Mail
links
Rádio
subscrever feeds
blogs SAPO
Eu paguei-lhes para se linkarem para aqui
Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!
PNEThumor
Facebook