Terça-feira, 18 de Outubro de 2011

O pão está a ameaçar tornar-se um bem cada vez mais escasso, atingindo o seu preço mais elevado em muito tempo. Neste momento, um pão de quilo (daqueles com 800 gr.) custa mais do que um barril de petróleo ou uma onça de ouro. Há empresas de restauração que deixaram de servir a manteiga e o patê com pão como entrada e passaram a servir com bolachas de água e sal e cartões do bingo. Chefs de cozinha portugueses (agora há um em cada esquina) já consideram a cozinha alentejana como a nova cozinha gourmet por excelência. São cada vez mais os casos de desespero de pessoas que não conseguem comprar um mísero pão: “Fui às compras e só tinha dinheiro para comprar caviar, ostras e trufas. No outro dia fizemos uma açorda com tofu e na semana anterior com seitan. Um suplício…” – afirmou um alentejano anónimo enquanto acabava o seu horrível Filet Mignon em crosta de quatro pimentas.

 

Texto publicado na página Não confirmo, nem desminto do Diário do Alentejo



publicado por Ricardo Cataluna às 18:09 | link do post | Não confirmo, nem desminto

Twitter
mais sobre mim
Novembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


posts recentes

Depois do lançamento dos ...

Na edição alentejana do M...

Ministério da Educação en...

Vendedor cigano comercial...

Câmara de Beja proíbe a c...

Salão do Cavalo em Beja c...

Internet no Alentejo

Crise: Jihadistas só admi...

51 suínos apreendidos na ...

População da Amareleja pr...

Meme #2 - O Adolfo gosta ...

A carta (the letter) de M...

Escândalo de fotos privad...

Meme #1 - Titanic

Investigação Não confirmo...

arquivos
Espere pela volta do correio e receba o "Eu é mais bolos" por mail

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Contacto
Mail
links
Rádio
subscrever feeds
blogs SAPO
Eu paguei-lhes para se linkarem para aqui
Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!
PNEThumor
Facebook