Terça-feira, 11 de Novembro de 2014

A intenção de lançar, em Cuba, dois perfumes dedicados a Che Guevara e Hugo Chávez não passou disso mesmo, algo que não chegou a ver a luz do dia. Mas isso não impediu que, um pouco por todo o mundo, se tentassem lançar produtos com características semelhantes. E, claro está, o Alentejo não foi exceção. A empresa “Chêros e Arzinhos”, sedeada na Mina da Juliana, especializada em perfumes e armadilhas de javalis, pretende lançar os perfumes “Malato” – em homenagem a José Carlos Malato – e “Espanca” – em homenagem a José Carlos Malato. Nããããããoo, estamos a brincar, era para ver se estava atento/a! É dedicado a Florbela Espanca. Vladimiro Carrapiço, CEO da empresa, descreveu-nos, em exclusivo, estes novos produtos: «o “Malato” será integrado na coleção “Já fui feliz em…”. É um perfume com aromas frutados, com uma leve fragrância de azevias de grão e Serenella Andrade. Deve ser usado em idas ao Preço Certo em Euros e na Feira do Porco de Ourique. Também pode ser aplicado como clorofórmio e diluente. Já o “Espanca” tem aroma a baunilha e a amor não correspondido. Se for aplicado atrás das orelhas, à torreira do sol, fica com aroma a linguiça assada!» – afirmou.

 

Texto publicado na página Não confirmo, nem desminto do Diário do Alentejo

Também disponível no Facebook



publicado por Ricardo Cataluna às 21:46 | link do post | Não confirmo, nem desminto

Um dos jogos mais populares do mundo, o Monopólio, já tem uma versão alentejana. Nesta edição exclusiva os jogadores têm a possibilidade de adquirir imobiliário regional. O nosso especialista em jogos de tabuleiro e na atualidade no Médio Oriente, Nuno Rogeiro, jogou ao Monopólio alentejano e conta, aqui, os elementos mais interessantes do jogo: “Trata-se de um jogo verdadeiramente viciante. Tem a emoção de viver na Faixa de Gaza, mas sem aquela chatice dos mísseis e dos tanques israelitas. Joga-se com dados e algumas das suas casas têm particularidades incríveis. Se pára no edifício do Banco de Portugal em Beja, a mensagem que nos é transmitida é: «edifício muito caro! Só acessível a quem tem um amor incontrolável por pombos ou desviou dinheiro da offshore da Madeira». Já quando o jogador chega à casa Colina do Carmo, a mensagem é «Deves estar mesmo desesperado! Lança outra vez os dados e sai daqui antes que te gamem as jantes do teu Peugeot 106!». Ao chegar a uma sucursal do Novo Banco a mensagem é «Vá para a cadeia!». Por sua vez, quando chega à cadeia, a mensagem é: «Quem é que o mandou ir ao Novo Banco?». Por fim, as pessoas que passem pelas Portas de Mértola têm direito a duas mensagens. A primeira é «Na compra de um porco doce do Luiz da Rocha fica com 10% de desconto no IMI»; a segunda é «Se for a favor da construção de um centro comercial em Beja será agredido com um porco doce do Luiz da Rocha!».

 

Texto publicado na página Não confirmo, nem desminto do Diário do Alentejo

Também disponível no Facebook



publicado por Ricardo Cataluna às 21:43 | link do post | Não confirmo, nem desminto

Twitter
mais sobre mim
Novembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


posts recentes

Depois do lançamento dos ...

Na edição alentejana do M...

Ministério da Educação en...

Vendedor cigano comercial...

Câmara de Beja proíbe a c...

Salão do Cavalo em Beja c...

Internet no Alentejo

Crise: Jihadistas só admi...

51 suínos apreendidos na ...

População da Amareleja pr...

Meme #2 - O Adolfo gosta ...

A carta (the letter) de M...

Escândalo de fotos privad...

Meme #1 - Titanic

Investigação Não confirmo...

arquivos
Espere pela volta do correio e receba o "Eu é mais bolos" por mail

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Contacto
Mail
links
Rádio
subscrever feeds
blogs SAPO
Eu paguei-lhes para se linkarem para aqui
Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!
PNEThumor
Facebook