Domingo, 25 de Novembro de 2012

Um grupo farmacêutico escocês está a apostar na cultura da papoila no Alentejo para produzir morfina. Este investimento poderá implicar a criação de postos de trabalho, mas não é a perspetiva de um emprego que anima os locais. Os alentejanos pretendem deitar a mão à morfina para amenizar a dor provocada pela intervenção da Troika em Portugal: “Acho que com a morfina iria ter muito mais qualidade de vida… Não sentiria nada. Isto são tempos muito difíceis… Dói muito ver o estado a que chegámos… Desde há um ano que bebo uma garrafa de amarguinha por dia – ando mais dormente que o Vítor Gaspar, e se me tem ajudado! Mas ao contrário do que possam imaginar, não estou bêbado: tenho perfeita consciência de tudo. Por exemplo, acho uma afronta que as duas Angelas Merkels tenham visitado o nosso país.” – declarou um alentejano ofendido.

 

Texto publicado na página Não confirmo, nem desminto do Diário do Alentejo

Também disponível no Facebook



publicado por Ricardo Cataluna às 15:22 | link do post | Não confirmo, nem desminto

Twitter
mais sobre mim
Novembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


posts recentes

Depois do lançamento dos ...

Na edição alentejana do M...

Ministério da Educação en...

Vendedor cigano comercial...

Câmara de Beja proíbe a c...

Salão do Cavalo em Beja c...

Internet no Alentejo

Crise: Jihadistas só admi...

51 suínos apreendidos na ...

População da Amareleja pr...

Meme #2 - O Adolfo gosta ...

A carta (the letter) de M...

Escândalo de fotos privad...

Meme #1 - Titanic

Investigação Não confirmo...

arquivos
Espere pela volta do correio e receba o "Eu é mais bolos" por mail

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Contacto
Mail
links
Rádio
subscrever feeds
blogs SAPO
Eu paguei-lhes para se linkarem para aqui
Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!
PNEThumor
Facebook