Sábado, 8 de Agosto de 2009

Agosto é o mês do emigrante. Milhares de portugueses aproveitam as férias para visitar família e amigos. Portugal sempre foi um país de emigrantes. A grande maioria são pessoas honestas e trabalhadoras. Contudo, há dentro dos emigrantes uma categoria que exige a atenção das autoridades competentes: o emigrola.

O emigrola (junção inapropriada das palavras emigrante e gabarola) é uma raça em crescimento acelerado. Os homens e mulheres desta espécie apresentam características muito específicas que importa apontar: a tendência para acrescentar termos estrangeiros a frases tipicamente portuguesas confere-lhes um aspecto pseudo-cosmopolita. Vejamos o caso francês: Ó Raoul, sai de ao pé da fenêtre!!! Nã faças isso que dás cabo da maison do teu padrinho!!! Mauvais, mauvais, mauvais, mauvais!!!! (Mau, mau, mau, mau!!!) Está aqui, estás trancado na voiture blanche do teu padrinho!!! Alguns emigrolas, sobretudo os oriundos de França, gostam de terminar cada frase com uma espécie de interjeição que soa como um ããhh. Exemplo: O que é que tu vais levar à festa da aldeia, ããhh?? Este som já foi classificado pela equipa do BBC Vida Selvagem como um perigoso e inovador registo sonoro que pretende estabelecer normas de conduta para rituais de acasalamento com outros emigrolas.  

Do ponto de vista físico, o homem emigrola diferencia-se através de um rabicho de cabelo que desce pela nuca. Este bocado de caule capilar serve (vá lá, não te rias…) para dar estilo (ahahah, já me estou a rir!!) e acrescentar um ar distinto (ihihihihih, já fiz um pinguinhos de chichi nas cuecas…).  Se o dito rabicho tiver menos de cinco centímetros, existem fortes hipóteses de se tratar de uma colónia de ácaros; se for superior, pode servir para guardar a colecção de traças ou a discografia completa do Tony Carreira.

Já a mulher emigrola caracteriza-se por usar calções preferencialmente brancos e extremamente curtos. Estudos feitos pelo Instituto Ricardo Jorge, em parceria com a Revista Mariana, dizem-nos que o grau de bom gosto destas mulheres varia de forma proporcionalmente inversa  com a quantidade de celulite que tenham nas pernas. Ou seja, quanto mais celulite as emigrolas tiverem as pernas, menor será o grau de bom gosto que se manifesta de variadíssimas formas: na maneira de vestir, falar e interagir com membros de outras espécies.

Por último, e mais importante, é o carro de um emigrola. Se o emigrola se apresentar com um carro com matrícula estrangeira, pintado de roxo vivo, e ostentar um CD no espelho do carro, significa que já foi alvo da xunguice do emigrola (aquilo a que os especialistas chamam de  Tunning). Caso se trate de um automóvel de alta cilindrada e que não tenha sinais de xunguice, e em que o emigrola passa a vida a dizer que o carro é dele, significa que o mesmo foi alugado imediatamente antes de passar a fronteira.

O que fazer quando encontrar um emigrola? Nada. O emigrola não tem cura. Contudo, nos casos em que manifestem os sintomas acima referidos de forma exacerbada, existe um velho ritual que consiste em bater repetidamente com a sua cabeça na quina de uma mesa de pedra e, seguidamente, deve ser jogado para dentro de uma piscina com pregos. Dizem que o emigrola acalma logo.



publicado por Ricardo Cataluna às 15:12 | link do post | Não confirmo, nem desminto

11 comentários:
De Alexandre Kulcinskaia a 9 de Agosto de 2009 às 09:08
Ricardo...
Eu tenho familiares emigrolas...E são tudo aquilo que disseste...
Não sei que fazer à minha vida...
Oh, que vergonha...
___________________________
http://kulcinskaia.blogs.sapo.pt/


De Ricardo Cataluna a 9 de Agosto de 2009 às 22:43
Tens a certeza que são emigrolas? Olha que têm de obedecer a todos os requisitos enumerados no post:)

Um abraço!


De Alexandre Kulcinskaia a 10 de Agosto de 2009 às 10:54
Não têm o rabicho de cabelo e o carro do meu tio não é tunning e é mesmo dele, mas a minha tia diz ao meu primo:
"Tiago Michelle, vien ici porra."
- e quando querem discutir entre eles fazem-no em "frantuguês".
__________________________
http://kulcinskaia.blogs.sapo.pt/


De Ricardo Cataluna a 10 de Agosto de 2009 às 14:41
O carro aqui é essencial. Se não foi alvo de tunning e e dele, então não são emigrolas. Podem andar perto, mas não são:)

Abraço!


De Alexandre Kulcinskaia a 10 de Agosto de 2009 às 14:42
Que peso me tiraste dos ombros.


De celtiberix a 9 de Agosto de 2009 às 22:31
Esqueceste-te do célebre "voilá"
"voilá, pode dizer-me onde é o posto da gendermerie?"
"voilá, onde é o hospital?"
É assim uma coisa do género do "é assim" da pitalhada, eh eh!


De Ricardo Cataluna a 9 de Agosto de 2009 às 22:47
uuuiiiii, tens toda a razão, foi uma falha muito grave na minha investigação:)

Eu gosto muito de escrever sobre estes detalhes linguísticos do tuga: o "é assim" vai merecer um post, bem como a expressão "derivado de".

Estava a pensar na imensa mole humana com mais de 85 anos que visita este blog, e que a partir de certa idade começa a ter problemas na "prosca" (próstata), tem de ir ao "stander" (stand) trocar de carro, e tem de ir pedir um papel à "cambra" (câmara)...

Um abraço!


De Pingos de Chuva a 9 de Agosto de 2009 às 23:12
Falta a banda sonora que tanto gostam de partilhar com toda a gente num raio de 5 km e não pode deixar de incluir o Tony Carreira, Quim Barreiros e afins.


De Ricardo Cataluna a 9 de Agosto de 2009 às 23:24
Nem mais!! O carro do emigrola tem que ter um poderoso sistema de som. Contudo, o CD só serve para meter no retrovisor, o rádio ainda é a K7:)

Grato pela visita!


De P. a 13 de Agosto de 2009 às 08:07
opa... que riso logo pela manhã! ahahah!

acho que não conheço ninguém dessa espécie, graças a dEUS!


De Ricardo Cataluna a 14 de Agosto de 2009 às 23:18
Ainda bem que gostaste!

Bom fim-de-semana!


Comentar post

mais sobre mim
Novembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


posts recentes

Depois do lançamento dos ...

Na edição alentejana do M...

Ministério da Educação en...

Vendedor cigano comercial...

Câmara de Beja proíbe a c...

Salão do Cavalo em Beja c...

Internet no Alentejo

Crise: Jihadistas só admi...

51 suínos apreendidos na ...

População da Amareleja pr...

Meme #2 - O Adolfo gosta ...

A carta (the letter) de M...

Escândalo de fotos privad...

Meme #1 - Titanic

Investigação Não confirmo...

arquivos
Contacto
Mail
links
subscrever feeds
blogs SAPO